- InformNapalm.org (Português) - https://informnapalm.org/pt -

A 24ª Brigada das Forças Armadas da Ucrânia em Donbas destruiu um posto da estação russa PSNR-8 «Kredo-M1»

A 25 de Junho de 2020, o serviço de imprensa da 24ª Brigada Mecanizada Separada das Forças Armadas da Ucrânia, nomeada em homenagem ao rei Danylo, anunciou a destruição de uma posição das forças de ocupação russas em Donbas. Esta era composta por um corrector de fogo, usado pela nova estação portátil de reconhecimento terrestre PSNR-8 “Kredo-M1” produzida na Rússia. 

A Comunidade Internacional de informação OSINT InformNapalm [1] já tinha mencionado esta estação nos seus artigos bem como outros investigadores através de OSINT, ou seja, existem inúmeras evidências do uso deste sistema em Donbas. 

Esta estação permitiu ao inimigo não apenas detectar e determinar automaticamente as coordenadas de nossas equipes e unidades técnicas, mas também fazer correções precisas do fogo de artilharia sobre estas. Foi com a ajuda desta estação que mercenários russos realizaram bombardeios direcionados das nossas posições “, disseram os militares, e também acrescentaram o vídeo do incidente.


Coordenadas de destruição

Os voluntários da InformNapalm também detectaram as coordenadas exactas da posição do corrector de fogo, 48°24’36.9″N 38°05’24.5″E [2], e o processo de destruição foi filmado.

[3]

Outros casos do uso da PSNR-8 «Kredo-M1» em Donbas

Os voluntários da Comunidade voluntária Internacional de informação  InformNapalm, ao fazer a investigação através de OSINT, indicaram o uso do sistema de radar portátil  PSRR-8 “Kredo-M1” [4] ou da estação portátil russa de vigilância PSNR-8 «Kredo-M1», na zona ocupada do Donbas ucraniano, muitas vezes.

Além disso, o uso do PSNR-8 «Kredo-M1» em Donbas também foi registado pelos observadores da Missão Especial de Monitorização (MEM) da OSCE.

Gostaríamos de lembrar aos nossos leitores a cronologia das provas documentadas.

A 3 de Maio de 2019, a MEM da OSCE comentou em um dos seus relatórios [5] que, no dia  2 de Maio de 2019, um drone de curto alcance detectou uma estação de vigilância nos arredores ocidentais da vila de Pervomaisk (58 km a oeste da Luhansk), o sistema PSNR-8 “Kredo-M1”.

Por três vezes a estação foi detectada [6] no território ocupado da região de Donetsk: no verão de 2015, a estação foi detectada no arsenal “Khan” da organização terrorista chamada de “República Popular de Donetsk”.

[7]


Nota do tradutor:

*DRG →  Grupo de sabotagem e de inteligencia 

Este grupo agora chamado de «DRG Patriot» (ex–”DRG Rusich”) é composto por neonazis russos, mercenários e militares russos  [10]


[11]

[13]

Por duas vezes, conseguimos detectar o uso da estação russa PSNR-8 “Kredo-M1” no território ocupado da região de Luhansk: 

[15]


* LNR – Organização terrorista chamada de “República Popular de Luhansk”.

[17]

Informações sobre a estação e suas características técnicas

O sistema de radar portátil de vigilância terrestre PSNR-8 “Kredo-M1” foi projetado para detectar alvos em movimento em terra ou na água e para apoiar o fogo de artilharia a qualquer hora do dia, independentemente da condições climatéricas, e também em condições de baixa visibilidade (neblina, chuva, neve, pó ou fumo). 

Foi adoptado pelas Forças Armadas da Federação Russa em 2002. Desenvolvido em 1995-2001 pelo Instituto de Pesquisa STRELA [18]

Fabricante – Associação Científica e de Produção da Sociedade  Pública STRELA

A estação permite a detecção e localização automática das coordenadas dos alvos terrestres, aéreos e de superfície em movimento (um soldado, unidade, objectos blindados, helicópteros que estão a voar a baixa altitude, barcos e navios de diferentes classes), e correcção do fogo de artilharia.

[19]

As suas especificações [20] são as seguintes:

Alcance de detecção para alvos em movimento:

Erros medianos na determinação das coordenadas:


Informação sobre a 24ª Brigada das Forças Armadas da Ucrânia

[21]

A 24ª Brigada [22] Mecanizada Separada, ( 24ОМБр em ucraniano, OMBr), nomeada em homenagem ao rei Danylo, é uma unidade militar de tropas mecanizadas das Forças Terrestres das Forças Armadas da Ucrânia. Desde o início da agressão russa em 2014, as unidades da brigada estão envolvidas em muitas áreas da guerra russo-ucraniana. No verão de 2014, os combatentes da brigada participaram nas batalhas por Krasny Liman, Lisichansk e em outros. 

A 11 de Julho de 2014, a brigada sofreu perdas significativas durante um ataque [23] de foguetes russos perto de Zelenopillya [24]. Os militares russos dispararam lançadores múltiplos de foguetes [25] através da fronteira, a partir do território da Federação Russa. 

Nesse ataque, 37 militares ucranianos de várias unidades foram mortos, incluindo vinte da 24ª OMBr das Forças Armadas da Ucrânia. Após o bombardeamento, o grupo tático do batalhão da 24ª OMBr continuou a lutar no cerco. No outono de 2014, a brigada esteve envolvida em combates graves e intensos ​​perto do 32º posto de controle.

Em 2017, a brigada recebeu o nome do rei Danylo Romanovych, o governante do principado da Galícia-Volyn, um importante estadista e líder militar da Idade Média. Também em 2017, a brigada desenvolveu igualmente um símbolo e lema: “Milites Regum” (traduzido do latim: “infantaria do rei”, “soldados do rei”).


Ler mais informação:


Tradução: Helena Sofia da Costa. Distribuição e partilha com referência à fonte são bem-vindas! O InformNapalm [1] não tem nenhum apoio financeiro do governo de nenhum país ou doador, os únicos patrocinadores do projeto são os seus voluntários e leitores. Também pode ajudar o InformNapalm com uma contribuição através da plataforma Patreon [29].

Siga o InformNapalm no Facebook [30] / Twitter [31] / Telegram [32]e fique a par das novas publicações da comunidade.