- InformNapalm.org (Português) - https://informnapalm.org/pt -

Drones “kamikaze” azeris que caíram em território georgiano podem ser uma provocação de um terceiro país

A 7 de Outubro de 2020, à noite, vários meios de comunicação georgianos publicaram a informação de que dois drones “kamikaze” estrangeiros caíram na área das localidades de Udabno no distrito de Sagarejo e Sanavardo no distrito de Kvareli na província de Kakheti por volta das 6:30 da tarde. As coordenadas aproximadas dos incidentes são 41,502843, 45,371749 e 41,903265, 45,825498, respectivamente. Não houve vítimas mas os moradores assustaram-se muito. 

Reparem que Udabno fica mesmo na fronteira Azerbaijão-Geórgia, enquanto Sanavardo é no interior da Geórgia, no sopé da Grande Cordilheira do Cáucaso, perto da secção do Daguestão da fronteira georgiana-russa, que fica a 70 km da fronteira com o Azerbaijão e do local do acidente do primeiro drone.

De acordo com dados preliminares, os drones caídos são drones de ataque IAI Harop das Forças Armadas do Azerbaijão, dos quais mais de 100 unidades foram compradas a Israel. Este tipo de drones kamikaze é usado activamente pelos militares do Azerbaijão em combate. O drone Kamikaze Harop (ou Harpia 2) distingue-se pela alta eficácia de combate. Pode circular no campo de batalha por várias horas e, assim que um alvo é detectado, o operador direciona o drone para o mesmo.

É sabido que ambos os drones explodiram quase simultaneamente. Isso pode indicar que alguém tomou controle dos aparelhos. Talvez os planos de provocação não tenham sido totalmente realizados e em algum estágio da aquisição o controle também tenha sido perdido. Os voluntários da Comunidade InformNapalm da Geórgia acreditam que esta foi uma provocação realizada por um país terceiro. O objectivo era afectar as relações de boa vizinhança entre a Geórgia e o Azerbaijão. Uma das versões prováveis é que o controle dos drones de combate azeris foi interceptado e que os tenha redirecionado para o território da Geórgia.

Lembrem-se de que a 102ª Base Militar Russa (unidade militar 04436) está localizada na Arménia. A base possui equipamento de guerra electrónica padrão. Ao mesmo tempo, a Rússia, dentro da estrutura da OTSC* , fornece à Arménia modernos meios de guerra electrónica e de reconhecimento. Além disso, de acordo com informações de nossas fontes, o mais recente equipamento de guerra eletrónica e de supressão capazes de conter veículos não tripulados modernos também foram entregues à Arménia pela Rússia.


Nota do tradutor:

OTSC – A Organização do Tratado de Segurança Coletiva (OTSC; em russo: Организация Договора о Коллективной Безопасности), também conhecida como Organização do Tratado de Cooperação e Segurança ou simplesmente Tratado de Tashkent, é uma aliança militar intergovernamental assinada em 15 de Maio de 1992. A 7 de Outubro de 2002, os presidentes da Armênia, Belarus, Cazaquistão, Quirguistão, Rússia e Tadjiquistão assinaram a sua ratificação em Tashkent, fundando oficialmente a OTSC. Na ocasião, Nikolai Bordyuja [1] foi nomeado secretário-geral da nova organização.


Os voluntários da Geórgia acreditam que, nesta difícil situação, o Azerbaijão deve levar em consideração os interesses da amigável Geórgia e a possibilidade de tais incidentes. Em caso de perda de controle sobre os seus drones, o lado azeri deve notificar imediatamente a Geórgia sobre esses incidentes.

Além disso, apresentamos aos leitores do InformNapalm fotografias exclusivas dos destroços dos drones que caíram na Geórgia, enviadas pelas nossas fontes diretamente da cena do incidente.

Ler mais informação:

Autor: Irakli Komaxidze. [13] Tradução: Helena Sofia da Costa

Distribuição e partilha com referência à fonte são bem-vindas! Siga o InformNapalm no Facebook [14] / Twitter [15] / Telegram [16]e fique a par das novas publicações da comunidade