- InformNapalm.org (Português) - https://informnapalm.org/pt -

Exército híbrido russo continua a bombardear áreas civis em Donbass

A 2 de Março, as tropas da Federação Russa contribuíram para uma escalada do conflito na linha de demarcação, violando todos os acordos anteriores sobre o cessar-fogo.

Os ocupantes russos dispararam metodicamente sobre a vila de Krasnohorivka, no distriсto de Maryinka na região de Donetsk. O adversário disparou contra casas de civis pacíficos com a intenção de as destruir, para isso usaram morteiros de 120 mm, sabendo perfeitamente que esses projécteis são um perigo para a população civil.

As janelas da frente de uma casa foram partidas pela explosão de um morteiro durante o bombardeamento e um dos moradores foi ferido pelos destroços. 

Uma mulher ferida recebeu prontamente assistência médica. As acções  provocativas dos ocupantes russos deste género são mais uma prova da sua intenção constante de aumentar ainda mais a guerra no leste da Ucrânia.

As unidades da Operação das Forças Conjuntas (OOC em ucraniano) usaram todos as armas de fogo disponíveis para suprimir o fogo do inimigo e para impedir a sua tentativa de intensificar a situação. Os ocupantes russos receberam uma resposta adequada e sofreram danos provocados pelo fogo dos defensores. As perdas do adversário estão a ser estimadas.

ВІдео. Наслідки вчорашнього обстрілу російськими окупантами Красногорівки [1]

Російські окупанти цілеспрямовано вели вогонь на ураження по будинкам мирних жителів Красногорівки. Наслідки вчорашнього обстрілу у відео.

Posted by Операція об'єднаних сил / Joint Forces Operation [2] on Tuesday, March 3, 2020

Fonte: Operação das Forças Conjuntas [3]

[4]Tradução: Helena Sofia da Costa.
Distribuição e partilha com referência à fonte são bem-vindas! (Creative Commons – Atribuição Internacional 4.0 – CC BY 4.0)

O InformNapalm [5] não tem nenhum apoio financeiro do governo de nenhum país ou doador, os únicos patrocinadores do projeto são os seus voluntários e leitores. Também pode ajudar o InformNapalm com uma contribuição através da plataforma Patreon [6].

Siga o InformNapalm no Facebook [7] / Twitter [8] / Telegram [9]e fique a par das novas publicações da comunidade.