- InformNapalm.org (Português) - https://informnapalm.org/pt -

A proteção do “Mundo Russo” será uma prioridade para as autoridades russas, disse Peskov lembrando o ‘soft power’ russo

A 8 de Fevereiro de 2021, Dmitriy Peskov, o secretário de imprensa do presidente russo, afirmou que a proteção do chamado “Mundo Russo” [1] foi e continuará  a ser uma prioridade do governo russo. Segundo o comunicado, Moscovo acredita que a Ucrânia também faz parte deste mundo.

Peskov enfatizou que há um grande número de russos e de falantes de russo que residem na Ucrânia. O Kremlin acredita que essas pessoas fazem parte do “Mundo Russo”, portanto, a Rússia continuará as suas actuais políticas em relação à Ucrânia com a ajuda do seu ‘soft power’.


Nota do tradutor: 
* «soft power» = «poder suave», ou seja, poder de influência

O porta-voz do presidente russo também reforçou que a Rússia nunca usou métodos que violassem as normas internacionais. Esta declaração é uma mentira absoluta, porque foi a Rússia que ocupou a Crimeia ucraniana e continua uma guerra híbrida agressiva contra a Ucrânia na região de Donbas. A Comunidade Voluntária Internacional de informação OSINT InformNapalm desmascarou as declarações do porta-voz do presidente russo várias vezes. Um dos exemplos é o artigo “Tanques para Peskov: modificações do MBT* russo encontradas nos territórios ocupados de Donbas” [2]. A nossa comunidade publicou centenas de investigações OSINT [3] que revelaram a participação de soldados russos e do equipamento militar do Exército Russo na guerra contra a Ucrânia.


Nota do tradutor: 
*MBT – Main Battle Tank, Tanque Principal de Batalha

Esta declaração de Dmitriy Peskov surgiu após uma recente imposição de sanções [4] pelo governo ucraniano contra três canais de TV pró-russos na Ucrânia. O beneficiário desses canais de TV é Viktor Medvedchuk, um oligarca ucraniano e amigo próximo do presidente russo Vladimir Putin que é padrinho da filha de Medvedchuk, o que torna a sua ligação ainda mais próxima.

Na sua declaração pública, Dmitriy Peskov afirma que a Rússia dependerá exclusivamente do “soft power” nas suas relações com a Ucrânia. Deve-se notar que a interpretação da Rússia desse termo é diferente daquela do resto do mundo. A diferença entre as abordagens russa e ocidental pode ser demonstrada por uma análise das tácticas ofensivas da Rússia no âmbito do universo de informação [5]

Eis alguns exemplos específicos do “soft power” russo que foram anteriormente mencionados em várias investigações da InformNapalm:

Para resumir a declaração de Peskov, com base nos muitos anos de experiência no estudo das operações híbridas do Kremlin, podemos concluir que o “soft power” russo começa com jornalistas e agentes de influência russos e evolui para a utilização de tanques russos.

Tradução: Helena Sofia da CostaDistribuição e partilha com referência à fonte são bem-vindas! O InformNapalm [13] não tem nenhum apoio financeiro do governo de nenhum país ou doador, os únicos patrocinadores do projeto são os seus voluntários e leitores. Também pode ajudar o InformNapalm com uma contribuição através da plataforma Patreon [14]. Siga o InformNapalm no Facebook [15] / Twitter [16] / Telegram  [17]e fique a par das novas publicações da comunidade.